A liturgia eucarística – 13ª parte

Home / Evangelização / A liturgia eucarística – 13ª parte

A liturgia eucarística – 13ª parte

13º. “É muito recomendável que os fiéis recebam o Corpo do Senhor em hóstias consagradas na mesma missa e participem do cálice nos casos previstos (cf. 283), para que, também através dos sinais, a comunhão se manifeste mais claramente como participação no sacrifício celebrado atualmente” (IGMR 85).

Para valorizar estas normas, do ponto de vista antropológico-cultural, consideremos como se sentiriam os convidados à refeição na qual o anfitrião, o dono da casa, comesse e bebesse sozinho, distribuindo depois, aos comensais, alimentos conservados das refeições anteriores. E como reagiriam os convidados que pudessem comer, enquanto a bebida é reservada ao dono da casa? A melhor solução, em nosso caso de clima quente e igrejas cheias, é a orientação oficial de como proceder a respeito da comunhão sob as duas espécies, conforme a Instrução sobre o Missal nos números de 283 a 287 e o Comunicado mensal da CNBB, número 500, Ano A (1996) p.717-718.


Tornar significativa a comunhão como participação à atual Ceia do Senhor.


Últimos Artigos

Faça um comentário