Celebração do Sacramento da Reconciliação

Home / Evangelização / Celebração do Sacramento da Reconciliação

Celebração do Sacramento da Reconciliação

CELEBRAR A MISERICÓRDIA DE DEUS

 

Preparação para o Sacramento da Reconciliação

Pense na sua condição de pecador e medite na misericórdia de Deus

– Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores (Mt 9, 13)

– Haverá mais alegria no céu por um só pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não precisam de se arrepender (Lc 15,7)

– Se perdoardes aos outros as ofensas que eles vos fizeram, também o Vosso Pai Celeste vos perdoará. Mas, se não perdoardes, também o vosso Pai não vos perdoará. (Mt 6, 14-15)

 

Examina a tua consciência para recordares e reconheceres os teus pecados: 

 

Mandamentos da Lei de Deus

  1. Amar a Deus sobre todas as coisas.
  2. Não tomar o seu santo nome em vão.
  3. Guardar domingos e festas.
  4. Honrar pai e mãe.
  5. Não matar
  6. Não pecar contra a castidade.
  7. Não furtar.
  8. Não levantar falso testemunho.
  9. Não desejar a mulher do próximo.
  10. Não cobiçar as coisas alheias.

 

Mandamentos da Igreja

  1. Participar da Missa aos domingos e dias santos.
  2. Confessar-se ao menos uma vez cada ano.
  3. Comungar ao menos pela Páscoa da Ressureição.
  4. Jejuar e abster-se de carne, quando manda a Santa Madre Igreja.
  5. Pagar dízimo, segundo o costume.

 

Exame de consciência

  1. O Senhor diz: amarás o Senhor teu Deus com todo seu coração e com toda sua alma (Dt 6,5)

– Que lugar ocupa Deus na minha vida?

– Vivo apenas preocupado com coisas materiais: trabalho, negócios, riquezas, bem-estar temporal?

– Rezo todos os dias e procuro que meus familiares também rezem? Participo habitualmente na Missa aos domingos e dias-santos, ou falto sem motivo justificado?

– Respeito os bens alheios? Recusei-me sem razão, a dar ou emprestar?

– Consagro a Deus meu trabalho, estudo e doenças? Nas dificuldades, recorro a Deus com fé e perseverança ou consulto bruxas e curandeiros? Tenho promessas a cumprir?

– Colaboro nas atividades apostólicas da minha paróquia ou vivo completamente à margem?

 

  1. O Senhor diz: amai-vos uns aos outros, como Eu vos amei (Jo 15,12)

– Sou solidário e caridoso? Ou sou avarento e egoísta, querendo sempre o melhor para mim?

– Sou honesto no emprego, sério no trabalho e nos negócios? Pago salários justos e impostos? Apodero-me do que não é meu? Prejudico os outros? Engano-os? Faço juízos temerários, critico, rogo pragas, alimento ódio contra alguém?

– Sou obediente e respeitador para com meus pais? Ajudo-os nas necessidades? Dou-me bem com os irmãos?

– Sou solícito na educação e formação cristã dos meus filhos? Sou demasiado exigente e intolerante para as suas faltas, originando conflitos desnecessários?

– Sou fiel em meu matrimônio? Aceito como Dom de Deus os filhos ou tento eliminá-los provocando aborto? Aconselho ou colaboro para que alguém pratique o aborto?

 

  1. Jesus diz: Sede perfeitos como o Vosso Pai do Céu (Mt 5,48)

– Procuro viver na presença de Deus ou vivo como se Ele não existisse? Recorro ao sacramento da confissão quando tenho necessidade? Comungo com frequência?

– Guardo os meus sentidos e todo o meu corpo na pureza e na castidade, como templo que sou do Espírito Santo?

– Na condução de veículos, respeito as regras de trânsito? Uso todas as cautelas para não pôr em risco a minha vida e a dos outros?

– Abuso da comida ou da bebida?

– Tomo ou contribuo para que outros tomem drogas prejudiciais à saúde?

– Provoco escândalos com minhas conversas, atitudes, maneira de vestir? Deleito-me a ver filmes, programas de TV ou fotografias imorais?

 

CONFISSÃO

Ao chegar ao confessionário, o Padre dirá:

O Senhor esteja em teu coração e nos teus lábios, para que confesses bem os teus pecados. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.  Em seguida, digo quando foi feita minha última confissão e confesso meus pecados. Ao terminar, acrescento:  destes e de todos os meus pecados da vida passada, peço perdão a Deus e a vós, Padre, penitência e absolvição. Faça o ato de contrição. Por exemplo:

– Pequei Senhor, misericórdia.

– Meu Pai, pequei contra vós, já não sou digno(a) de ser chamado vosso(a) filho(a). Tende piedade de mim, que sou pecador(a).

– O Senhor perdoou os teus pecados. Vai em paz!

Últimos Artigos

Faça um comentário